quarta-feira, 15 de junho de 2011

Folhas de Outono



O tempo vai se esfriando
com tardes mais curtas
dias ensolarados de céu azul
ventos... frio...

As árvores vão cedendo suas folhas
ficando nuas...
é a metamorfose da natureza que vai
contemplando o ciclo de mais uma estação

É o tempo das folhas caírem
Nada cai fora do tempo.

A vida também é assim:
O tempo é o remédio para todos as dores
Nada acontece fora do ciclo natural.

Quem avança os períodos da natureza
atropela o espaço que cada coisa necessita

Tudo tem um tempo, e neste tempo acontece
aquilo que se faz necessário.
mesmo que venha um rigoroso inverno.
O tempo do rigor passará
e ai, virá a beleza das flores.
o perfume da vida...
a sonoridade dos pássaros
e a fartura dos frutos.

Tudo tem sua estação!
o tempo...
o ciclo...
a hora certa de acontecer.

A gente precisa do silêncio
da paragem da vida
para observar o belo e o essencial

Por isso devemos amar
no tempo que nos é oferecido
e permitido.
Amar nas folhagens de cada outono.

Crisjoli Fingal

2 comentários:

EFGoyaz disse...

Excelente! O amigo sempre sabe traduzir muito bem o cotidiano, nos mostrando que até as coisas mais simples são repletas de beleza, poesia e aprendizado. Parabéns.

Crisjoli Fingal disse...

Que isso meu amigo. Saudades de ti. Você sumiu pelas estradas do triângulo.

Cora Coralina

Loading...