quinta-feira, 29 de março de 2012

RETIRO ESPIRITUAL


Descanso o meu olhar
No abraço paternal
Quando retorno às minhas origens,
Na casa do Pai

Descanso minhas fadigas
À beira da fonte,
Quando a samaritana
Sacia minha sede

Descanso os meus pés
Com óleos os perfumados,
Deitados por Madalena
No final de mais um dia luta.


Sacio minha fome
Com o Pão da vida
Quando me aproximo
Da mesa farta de amor.

Encontro minha paz
Quando caminho com Jesus
Nas estradas de Emaús

Crisjoli Fingal 

segunda-feira, 26 de março de 2012

MADEIRO DO AMOR



No teu madeiro abrigaste minhas misérias
Tornando-se o mais humano de todos os homens
Sacrifício universal de amor!

Neste sagrado madeiro, ó Senhor!
Dividiste o mundo em dois tempos
Que somente o Teu Nome tem tal poder.
Tu és ó Cristo, verdadeiro amor do céu.

Peregrinaste no meio de nós
Sendo Deus de Amor e Misericórdia.
Quando me falta vida,
Olho para o teu Madeiro e
Pergunto-me: O que és tu, ó morte?

Vejo que minha pequenez
Foi consumida pelas gotas do Teu Sangue.
Inclino o meu olhar diante do teu madeiro.
Contemplo a linha do tempo...
Vazia, ficam minhas palavras
Mudo, o meu coração.

Jesus, teu madeiro é prova universal de Amor!

Crisjoli Fingal

domingo, 25 de março de 2012

RETRAIMENTO



Veio o sopro do vento e levantou
os seus cabelos soltos, sobre o pescoço.
Ela passou rapidamente...
Só senti o cheiro do seu perfume gostoso.

Seu esporte era passear nas tardes
pelas avenidas da orla.
Sua bicicleta contava os inúmeros pés de coqueiros
que enfileiravam o seu trajeto vespertino.

Todas as tardes eu ficava à sua espera!
Queria apenas dizer um oi ou quem sabe algo a mais.
Mas, a única coisa que consegui fazer até hoje
foi comprar uma bicicleta e pedalar
no fim das tardes...

Agora, espero pela tarde de amanhã...

Crisjoli Fingal

quinta-feira, 22 de março de 2012

GENTILEZA É TUDO!


A falta de educação é uma atitude que enfeia a pessoa humana.
 Agir com atos grotescos é sinal de vazio, descontrole e pequenez. Atitudes mórbidas afastam as pessoas do seu círculo de convívio e as manifestações escabrosas impregnam reações de absoluto estágio de repúdio. 
Pessoas ernegúmenas ainda não passaram pela evolução da alma. Para estes sujeitos só nos restam pena. 
A vida prega a sua arte, e nós precisamos abrir os olhos do nosso interior para ver a beleza que pode reinar lá dentro.

Crisjoli Fingal

quarta-feira, 21 de março de 2012

CONFLUÊNCIA


Há uma coluna que
desce até a parte inferior
desta residência
sustentando a parede
do meu pensar


Casa simples
erguida com
fundamentos sólidos
numa superfície
conjugada no tempo...


Habitação do meu ser
com disponíveis mobílias
para aconchegar meus
inúmeros amigos...


Porta aberta!
Podes entrar sem bater
nesta sala para
o terno encontro...
Crisjoli Fingal

terça-feira, 20 de março de 2012

SELOS DE OUTONO


Sem me perder deste olhar
louco e devorador
anseio pelo piscar
que consome
minha mente e meus desejos

Debaixo deste cobertor,
meu corpo em suor
me aquece acelerado
perdido em luxúrias..
Doce pecado!

Rastreo nosso passado
com os selos de outono
quero continuar ao teu lado
nesta cama sem sono...

Crisjoli Fingal


sábado, 17 de março de 2012

OUTONO

Cheiro de outono na terra molhada
Perfume adocicado da flor da madrugada
Pingos d’água na relva verdejante
Raios de sol em seu levante
Alvorada matinal das aves em vôo rasante
Minuto de silêncio!
Meu suspiro ofegante

Crisjoli Fingal

quinta-feira, 15 de março de 2012

BRUTA SACANAGEM


Nas esquinas deste país
Propaganda nas paredes
Os apelos nada dizem
São apenas sujeiras...

Trocadilho... Fugacidade!
Nada mais que uma miragem
Insana a mente da juventude
Na bruta sacanagem

Violentados pelo medo
Escondem na pura miragem
Nada, além do segredo
E o grito sem coragem. 
Crisjoli Fingal

sábado, 10 de março de 2012

VORACIDADE


Imagem de Paulo Vieira

Onde está minha saudade
Neste silêncio tão vazio
Só me lembro daquela cidade
Próximo à curva do velho rio

Na noite tão silenciosa
Com a lua em pleno cio
As virgens mais fogosas
Botaram fogo no pavio

Sem mera vaidade
Com o corpo, em desejo arrepio
Escandalizaram com vontade
Até os pássaros sobre o fio.

Crisjoli Fingal

GRITO ROCK


ATRAÇÕES
-Shows com 8 bandas;
-Varais de Arte e Poesia;
-Exposição de fotografias e artesanato;
-Apresentação de Malabares e Pirofagia;
-Comes e bebes;
-Campeonato de Skate;
-Graffiti sendo feito na hora;
-DJ's e BeatBox entre uma banda e outra;
-Tenda com discos, livros e camisetas de artistas locais e regionais;
-Instalação de arte contemporânea "Amarrando a Cultura";
-Desenho de rosto a partir de fotografia no dia;
-Painel "Deixe seu Grito!" e mais!

quinta-feira, 8 de março de 2012

MULHER

Cora Coralina


Nos traços que desenham 
O rosto de uma mulher
Deus, assim o desejou
À sua imagem Ele a fez 

Traçou a vida de uma vez
Nela, seu Amor o amou
Pra gerar o bem, Ele a quer
Mulher, graça que fecundou



De longos dias, meses se formando
Na junção deles, o bom tempo
Já com cabelos brancos
Tempo que o vento eternizou.


Crisjoli Fingal

quarta-feira, 7 de março de 2012

PEDAÇOS DE MINAS



O que há nesta jornada
além do tempo e da memória?

Os campos, os trilhos, 
o povo e sua história. 
O que há além destes cantos?
Minas e seus encantos, 
sua cultura, seus mistérios 
e suas artes. 
O que há além de Minas?
Um país...
Um mundo...
um estado 
algo à parte.
Crisjoli Fingal

sexta-feira, 2 de março de 2012

SOBRE OS LOBISOMENS

Pra “bandas” do lado de cá 
Contam as histórias mais cabeludas 
Dizem que os lobisomens andam às soltas 
Deixando as moças, com a voz muda 

Uivando pelos campos
Não fazem mal a ninguém
Mas, dizem a lenda que eles 
Rondam a casa onde tem neném 

Outros, ainda, mais medrosos 
Contam os “causos” mineiros 
Dizem que eles, na sexta-feira 
Fazem alvoroços nos galinheiros 

Nas noites de lua de cheia 
Os barulhos dão arrepios 
O sangue aquece as veias 
E o uivado dá calafrios

 Crisjoli Fingal

Cora Coralina

Loading...