terça-feira, 18 de novembro de 2014

LICENÇA POÉTICA





Peço licença para descrever
O meu desatino
Não gosto do desprezo
Nem da desavença
Muito menos do descaso
Tão pouco da descrença
A desonra, o desafeto
E a deselegância
Isso nos destrói
E nos desumanizam
 
Gosto mesmo é do desapego
Acordar descalço
Ficar descabelado
Fazer o desjejum
Pra não ser desnutrido
 
Aprendi com a filosofia
A ler a desordem
O desequilíbrio, o desespero
O desfeito e o desencanto
Como forma de desconstrução
Do meu desempenho
 
Quando há despedida,
A gente pede desculpa
Também pede desconto
Por tantos deslizes
 
Agora,
O meu mais profundo desejo
É desafiar o destino
Destramelar os horizontes
Desnudar as palavras
E, assim,  fazer o meu devaneio



Crisjoli Fingal

terça-feira, 11 de novembro de 2014

AS MÃOS




Que jamais nos falte a coragem de tocar nas coisas que podemos modificar.
Que nossas mãos possam bendizer sobre todos os que ensinam.
Que o calor humano, de cada encontro, possa nos aproximar mais da humanidade.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

INCLUSÃO





Inclusão é quando somos capazes de aceitar o outro independentemente do que ele é, conforme ele se manifesta, de acordo com suas capacidades, abrindo estrada para que ele possa ir e vir.


A inclusão acontece quando o meu Eu se coloca diante do Eu do outro e se permite encontrá-lo. Quando nossos “eus”, mutuamente, se permitem  conVIVER, sem reserva alguma de condicionabilidade.


Para estar em inclusão não é permitido que se exija condições, elabore regras e muito menos estabeleça diferenças. A diferença distancia e a distância é o afastamento.

Incluir é amar, é acolher, olhar, abraçar. É estar junto, mesmo que no primeiro momento não se compreenda o que fazer. O primeiro ato da inclusão é dar ao outro um espaço dentro de nós mesmos. Só podemos nos acolher na inclusão, se se primeiramente eu for o sujeito de inclusão e se eu conseguir me incluir por primeiro. 

Cristiano Oliveira

terça-feira, 4 de novembro de 2014

BUSCA




Em algum canto do universo, com certeza, está escondido uma porção mágica que pode modificar este mundo tão indiferente. Quem sabe se iniciarmos uma busca dentro de nós mesmos, não precisaremos ir tão longe...

Cora Coralina

Loading...