sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

JORNADA


Pés desnudos
Na terra seca e empoeirada
Cheiro de pó...

Pegadas sólidas
Com fortes passadas
Buscando o fim...

Massacre ao sol
Com desejo das sombras
Pra prosseguir...

Corpo cansado
Das longas jornadas
Sem desistir...





Crisjoli Fingal

5 comentários:

Mauro Cesar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mauro Cesar disse...

Parabéns!A leveza de sua poesia encanta até lida do final para o início.

Sem desistir...
Das longas jornadas
Corpo cansado

Pra prosseguir...
Com desejo das sombras
Massacre ao sol

Buscando o fim...
Com fortes passadas
Pegadas sólidas

Cheiro de pó...
Na terra seca e empoeirada
Pés desnudos

Espero que não se importe!
GRANDE ABRAÇO!
Cesar

Crisjoli Fingal disse...

Que bom Cesar que minha poesia lhe proporcione leveza. As palavras devem cair no coração e acalentar a nossa alma. Sua leitura remete retorno isso é importante para quem caminha, pois voltamos porque sentimos saudades e porque nos é necessário. Abraços!!! Cristiano

Shirlei Excêntrica disse...

Lindo Cris!!! Vida dura a do povo brasileiro!

Cristiano Marcell disse...

Belo poema chará! Escrevo poesias em meu blog. Visite-me!

http://esquifedememorias.blogspot.com

http://haicaienaomachuca.blogspot.com

e sou colaborador no blog

Poetas de marteonde divulgo os haicaístas que giram na net na coluna Haicais de Domingo.

http://poetasdemarte.blogspot.com/2012/02/francos-haicais.html

Muita Paz!

Cora Coralina

Loading...