terça-feira, 9 de abril de 2013

SEARA






"Quem não planta sempre 
e nem se preocupa em fazer 
as podas necessárias, 
um dia poderá sair de mãos vazias 
ao ir ao encontro dos frutos. 
Tua colheita será do tamanho de tua seara."

Crisjoli Fingal 

6 comentários:

Antonio Luiz Gomes disse...

MUITO BOA SUA POESIA. GOSTEI DE SABER QUE É ADMIRADOR DA ESCRITORA GOIANA CORA CORALINA. TAMBÉM GOSTO MUITO DA OBRA DELA.TENHO ALGUNS MATERIAIS A RESPEITO DA MESMA...E LIVROS. OBRIGADO POR ESTAR PARTICIPANDO AGORA DO MEU SITE(BLOG).ANTES DIZIAM "SEGUIDORES". VOU LER MAIS DE SEU BLOG E DEPOIS VOLTO AQUI. ATÉ BREVE.

Bicho do Mato disse...

Gostei muito do seu blog, parabéns. Um abraço do Bicho do Mato.

Meu Consultório Sentimental disse...

Belo blog, belas poesias!

Estou iniciando um trabalho novo, com a intenção de ajudar as pessoas. São muitos que não tem com quem contar, e que precisam de uma ajuda amiga em sua sentimentalidade. Dessa forma, criei um blog para que as pessoas se ajudem. Peço que passe por lá e colabore, seja postando um "problema", seja ajudando nas "soluções dos problemas", assim que eles começarem a surgir.
Grande abraço.
http://meuconsultoriosentimental.blogspot.com.br/

Van-Ivany Fulini Sversuti disse...

Olá.
Eu como viticultora, sei o quanto suas palavras são verdadeiras.
Parabéns!
Um abraço
Ivany

Maria Luisa Adães disse...

Absolutamente de acordo!

Aquilo que eu semear
me traz o bem ou o mal
a estabilidade
ou a instabilidade
o Tudo ou o Nada

E irá definir as linhas de meu caminho
e os finais de minha vida.

Grata por o encontrar como meu seguidor.

Abraço,

Maria Luísa

Vera Lúcia disse...


Olá Crisjoli,

É a lei da semeadura. Podemos escolher o que plantar, mas a colheita será sempre obrigatória e de acordo com o que semeamos.

Lindo blog.

Obrigada por haver se integrado ao meu recanto.

Abraço.

Cora Coralina

Loading...