quarta-feira, 12 de junho de 2013

O AMOR?

O amor?

Que a palavra não se estranha
Que a mente não se confunda
Que não haja despedida e nem façanha
Nem a lágrima o inunda. 

O amor é o clarão e a certeza,
Tal qual o nascer do novo dia.
Não faz turbulência e rudeza
O amor é o nascer que se cria...

O amor não se acaba ao tempo.
Não se dispersa com o vento.
O amor não envelhece, nem crias rugas.
O amor não empobrece, nem tem fugas.

O amor jamais pode passar
Não tem o direito de ferir a liberdade
Não pede justificativa e nem pode cansar
O amor é o afago com lealdade.

O amor,
Não se vai...
Não se cai...
Não distancia!
Não violenta!
Não se esfria!

Amor é amor
Não é paixão
É paciência
Não é prisão.

Amor é tudo aquilo
E somente aquilo que carregamos para a eternidade...

Crisjoli Fingal

Nenhum comentário:

Cora Coralina

Loading...