quarta-feira, 21 de maio de 2014

DOCE INFÂNCIA













Ah, como tenho saudade da minha doce infância
Investida da inocência do ser criança.
Onde tinha tantos sonhos e esperanças.
E não pensava que a vida fosse tão dura
Que ao crescer conheceria tais criaturas.
Sem brilho e sem nenhuma postura!
Ainda bem que eu descobri
Que viver é uma doce e mágica dança.
Que somente pode sorrir
Quem ao caminhar faz sua mudança.


                                                                             Crisjoli Fingal 

Nenhum comentário:

Cora Coralina

Loading...