quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

REGRESSO



Atravessei a porta aberta
Cai numa vazia,
Em uma madrugada deserta.
O som da noite era o vento
E o gemido do silêncio
Era a dor e o desalento.
Meus passos quebraram a madrugada
O frio das pedras
Deixou a dor machucada
Pra traz...
Ficaram palavras incertas,
O passo desatento
E a saudade apertada.

Crisjoli Fingal

Nenhum comentário:

Cora Coralina

Loading...