quinta-feira, 28 de setembro de 2017

DELÍRIOS




Perco-me neste paraíso de sonhos inusitados
Seduzido pelo seu sorriso cativante e inocente
Delicio-me nesta fruta de sabor do pecado
Que desregra e desorienta o coração da gente.

Não sou uma pessoa, que age de forma insolente,
A ponto de não reconhecer o certo e o errado
Mas, sei que o que carrego dentro de minha mente:
É o único desejo em tê-la sempre ao meu lado.

Suas palavras são doces como um manjar
Que aos poucos seduz os costumes meus
Mostrando-me coisas que tenho que mudar.

E, agora, dos meus sonhos eu fico até ateu
Pois, todas as noites eu delírio a sonhar.
Perdido e adormecido, nos seios teus.  

Crisjoli Fingal

Nenhum comentário:

Cora Coralina

Loading...